O que é FeLV em gatos?

Se você tem um felino, provavelmente já se perguntou o que é felv em gatos e o que essa doença silenciosa pode fazer com o seu gatinho.  

A FeLV, ou Vírus da Leucemia Felina, se trata de uma infecção viral, causada pelo FeLV, um retrovírus que ataca o sistema imunológico do gato, deixando os pets mais sensíveis a outras infecções e aumentando o risco de desenvolvimento de doenças graves.

Por ser um vírus, a transmissão da FeLV ocorre principalmente através do contato próximo entre gatos que estão contaminados ou por objetos compartilhado, principalmente por meio de:

  • Saliva: Lambedura entre gatos;
  • Secreções nasais e oculares;
  • Sangue: Mordidas ou ferimentos; 
  • Leite materno: De uma mãe infectada para seus filhotes durante a amamentação.

    A FeLV não é facilmente transmitida com o compartilhamento de tigelas de comida, contato casual ou lambidas sociais, mas coisas que aumentam as chances dos gatos se contaminarem.

Fases da infecção por FeLV

A FeLV é uma doença que pode se desenvolver por meio de etapas, que são conhecidas como Fase Transientemente Viremica e Fase Persistente. Entenda:

Fase Transientemente Viremica (TVF): Alguns gatos conseguem eliminar o vírus naturalmente durante as primeiras semanas de infecção, enquanto outros desenvolvem infecção persistente.

Fase Persistente:

  • Gatos Persistently Infected (PI): Gatos que não conseguem eliminar o vírus e continuam a ser portadores crônicos ao longo da vida.
  • Gatos Transitivamente Infetados (TI): Gatos que podem eliminar o vírus, mas durante um período de tempo mais prolongado do que na fase TVF.

    Independente do tipo de infecção, ao entender o que é FeLV em gatos e o quanto isso é grave, o gato deve receber acompanhamento veterinário constante. 

Pequenos gatilhos do dia a dia, como mudança na rotina, podem desencadear uma agressividade no vírus, podendo ser fatal.

Quais os sintomas da FeLV em gatos?

A FeLV, ou Leucemia Felina, pode apresentar uma série de sintomas, e a gravidade da doença pode variar de gato para gato. 

Alguns felinos podem ser portadores do vírus e permanecerem assintomáticos por pelo resto da vida, enquanto outros podem ter complicações graves e ter alguns sintomas comuns, como:

  • Perda de peso;
  • Falta de apetite;
  • Pelagem opaca ou áspera;
  • Gengivite e estomatite;
  • Infecções recorrentes, como infecções respiratórias e urinárias;
  • Anemia;
  • Tumores, especialmente linfomas;
  • Problemas neurológicos.

    É importante entender que alguns gatos infectados com FeLV podem não apresentar sintomas assim que a doença é detectada, mas ainda podem transmitir o vírus para outros.

Tratamento indicado para FeLV em gatos 

Infelizmente, não existe uma cura específica para a FeLV, mas com o tratamento é possível proporcionar uma vida longa e confortável para seu gatinho. 

Para isso é preciso seguir um tratamento para controlar os sintomas e fortalecer o gato através de cuidados básicos, como: 

  • Tratamento da Anemia e suplementos de ferro ou eritropoietina;
  • Estímulo de hidratação, através de potes ou fontes de água; 
  • Nutrição adequada e com suplementos; 
  • Monitoramento e exames regulares;
  • Isolamento de outros gatos;
  • Evitar situações de estresse, como mudanças na rotina.

Antibióticos para tratar infecções bacterianas secundárias, que são comuns em gatos com FeLV, também podem ser recomendados pelos veterinários. 

Como prevenir  a FeLV em gatos?

A prevenção da FeLV é feita através da vacinação, a separação de gatos infectados de gatos saudáveis e a promoção de um ambiente saudável e higiênico.

Mas a melhor forma de proteger seus pets é entendendo o que é FeLV em gatos e realizar testes de sangue durante a consulta veterinária. A detecção precoce é fundamental para garantir a melhor qualidade de vida possível. 

Em casos de testes positivos, os gatos devem receber cuidados veterinários regulares para monitoramento e tratamento de complicações, além de monitoramento constante do seu comportamento. 

Como saber que o meu gato tem FeLV?

A FeLV pode ser assintomática em alguns gatos, tornando difícil o diagnóstico visível da doença, por isso, a melhor maneira de saber se um gato tem FeLV é fazer um teste rápido ou alguns exames, que podem ser:

1. Testes de Sangue:

O teste mais popular para diagnóstico de FeLV é o teste de Elisa (Enzyme-Linked Immunosorbent Assay), que detecta o vírus no sangue e pode ser realizado no consultório do veterinário.

2. Teste de PCR (Reação em Cadeia da Polimerase):

Este teste pode ser usado para detectar material genético do vírus e confirmar a presença da infecção, especialmente quando a FeLV é genética, passada para o filhote quando a mãe está infectada. 

3. Testes de Urina:

Em alguns casos, amostras de urina também podem ser usadas para testar a presença do vírus, embora o teste com sangue seja o ideal e mais preciso.

Se você fez um dos exames no seu gato e deu negativo, mas depois de um tempo notou um comportamento diferente, procure um veterinário imediatamente. 

O gato pode contrair FeLV em qualquer momento da vida e a vacina pode ter uma margem de falha, por isso é bom fazer um monitoramento, especialmente se o gato tiver contato com outros animais. 

Quanto tempo vive um gato com FeLV positivo?

O tempo de vida de um gato com FeLV pode variar muito e é influenciado por diversos fatores, incluindo a resposta individual do gato à infecção, a presença de outras condições de saúde, a qualidade dos cuidados e a eficácia do tratamento aplicado.

A parte boa de entender o que é FeLV em gatos é poder oferecer o melhor tratamento possível, que pode levar o felino a ter uma vida relativamente longa, chegando a viver de 4 a 8 anos, ou até mais. 

Mas vale lembrar, novamente, que alguns gatos com FeLV podem permanecer assintomáticos por um tempo, enquanto outros podem desenvolver sintomas graves do dia para noite, podendo levar o pet a óbito.

Por esse motivo, a detecção precoce de sintomas e a vacinação contra o vírus são tão importantes no início da vida do gatinho. Sempre que possível, consulte um  veterinário para receber orientações específicas sobre a saúde e cuidados do seu amigo peludo.

Qual a diferença entre Fiv e FeLV?

Agora que você entendeu o que é FeLV em gatos, precisa saber diferenciar essa doença da Fiv, que também é perigosa para os felinos.

A FIV (Vírus da Imunodeficiência Felina) e FeLV (Vírus da Leucemia Felina) são duas infecções virais que se manifestam em qualquer etapa da vida dos gatos, mas tem algumas diferenças. 

Uma dessas diferenças é que a Fiv é causada pelo  Vírus da Imunodeficiência Felina, um retrovírus que afeta o sistema imunológico, enfraquecendo a capacidade do gato de combater infecções.

Além disso, é transmitida por mordidas profundas durante brigas entre gatos, ou, em casos raros, de mãe para filhote durante a amamentação.

Enquanto a FeLV é causada pelo Vírus da Leucemia Felina, também é um retrovírus, mas ataca o sistema imunológico causando várias condições, incluindo anemia, linfomas e outros tipos de câncer.

E a transmissão acontece por contato próximo entre gatos, incluindo saliva, secreções nasais, leite materno e ocasionalmente por mordidas.

As duas doenças, infelizmente, não têm cura, apenas tratamento, mas podem ser evitadas por meio do teste de Fiv e FeLV, feito em consultório, e por vacinas. 

Empire Pet
31/05/2024
Pague com
  • Pix
  • proxy-pagarme-v5
Selos

SILVEIRA E SILVA COMÉRCIO DE RAÇÕES LTDA - CNPJ: 09.579.781/0001-95 © Todos os direitos reservados. 2024

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade